Quarta-feira, 29 de Dezembro de 2010

drake 2

Lembram-se dos textos que eu tenho publicado aqui? Bem, juntei tudo e acrescentei mais coisas espero que gostem:

'

Podia ouvir o vento a sussurrar, e a chuva a cair bruscamente. A janela estava ligeiramente aberta, podia sentir a chuva gélida a cair suavemente nos meus pés  enquanto pousava um livro no meu colo. Vesti um casaco de malha cor-de-rosa e atirei-me para o sofá. Sacudi os meus caracóis ruivos e deixei cair a franja que veio esconder os meus olhos pequeninos. Ouvia atenciosamente o mundo lá fora, e ao mesmo tempo o rádio que tinha um volume muito baixo. Atirei as minhas pantufas para o outro lado e beberiquei um bocado do meu chocolate quente. O meu gato saltitava em cima das minhas calças brancas fazendo com que as suas unhas me arranhassem maliciosamente as pernas.  Deitou-se nos meus braços, derrubando o meu livro para o tapete velho e gasto. Não se importou de o ter feito, enroscando-se carinhosamente na minha roupa. Não me mexi e deixei o livro no chão. Voltei-me a pôr de pé. Estava tanto frio. Voltei a calçar as minhas pantufas e corri apressadamente para o meu quarto. Enrolei um cachecol no meu pescoço, pus as minhas luvas e vesti outro casaco. Fui para a sala. Precipitei-me para a varanda. Estava a chover. Sorri. Troquei as pantufas por umas botas pretas. Abri a porta da rua e corri pelas escadas. O portão preto que dava para o jardim estava aberto. Já não estava a chover. Mas qualquer coisa branca caía.  Estava a nevar. Gritei e saltei de alegria. Avistei o ao longe. Corri para ele foi directa ao pescoço dele e abracei-o. «Está a nevar Drake!» disse-lhe eu abraçando-o. Sorriu para mim carinhosamente levando-me para o passeio onde estava a sua carrinha.

Sentei-me no banco da frente ao lado dele. Liguei a rádio. Era a nossa música que tocava. Arrancámos. Abri a janela e pus o meu braço de fora. A neve continuava a cair. Os pequenos flocos de neve caiam ficando colados no vidro. Apesar de estar a nevar o sol ainda brilhava. O meu cabelo ruivo esvoaçava com o vento. A música continuava a tocar e nós seguíamos a cantilena com as nossas vozes roucas. E eu batia com a palma da mão direita no parapeito da janela seguindo o ritmo da nossa música. Puxei o capuz vermelho do meu casaco para a frente. Abri os meus óculos de sol também vermelhos e pousei-os no meu nariz sardento. O Drake fez o mesmo com os seus óculos de sol mas os dele brancos, continuando a conduzir. Parámos no meio da estrada. Abri a porta e saltei do banco. Puxou-me o braço e levou-me até a um banco de jardim verde.

-Tenho uma surpresa para ti - Sussurrou ao meu ouvido, agarrando o meu longo cabelo ruivo com uma mão. Senti algo de metal sobre a minha pele e logo me apercebi que ele me comprara um colar – É para eu estar sempre contigo.

- Obrigado Drake – Abracei-o - Sabes? Eu amo-te tanto! - Respondeu-me com um grande sorriso e maliciosamente acarinhou-me a cara. Levantou-se e puxou-me pelo meu braço.

-Anda, vamos comer um gelado! – disse isto juntamente com uma grande gargalhada.

- Estás louco? – perguntei eu, rindo-me também - é Inverno!

- É quando os gelados sabem melhor! Vá vamos - respondeu-me ele rindo-se novamente. Pôs o seu braço á minha volta e caminhámos até ao fim da rua, onde estava uma pequena banca de gelados.

- Eu quero um de morango e de chocolate, por favor. – Pedi eu ao senhor da banca.

- Para mim pode ser um de baunilha e de caramelo, com muito chantilly por cima se faz favor pediu o Drake.

O senhor da banca deu-nos os dois cones, e o respectivo troco. Sentámo-nos e lambuzámo-nos com os gelados.

- Espera aí - pediu-me Drake que se levantou do banco de jardim onde nos tínhamos sentado e agachou-se no chão. Bruscamente senti uma bola de neve cair na minha cabeça e começar a derreter, e depois outra.

- Então Drake? Pára! – Gritei eu, não com um tom zangado, pois soltei uma gargalhada a seguir. Ele respondeu-me atirando outra bola de neve em cheio na minha cabeça. – Á, então queres guerra, não é? – De seguida agarrei num grande pedaço de neve e atirei.

-Falhas-te! – Gozou Drake entre gargalhadas. Distraído não se apercebeu que eu tinha atirado outro grande pedaço, que foi mesmo directo á sua cara. Parecíamos umas crianças.'

 

Ainda não acabei, como sempre LOL

 

 

Com muito amor,

 

Mafa

 

 

publicado por Mafa às 21:41
link do post | comentar | favorito
8 comentários:
De Naomi☮ a 29 de Dezembro de 2010 às 21:50
Ta lindo amoureee mas acho bue fuuny gelados e oculos de sol...
Continua assim Linda
ADRT <3
De may. a 30 de Dezembro de 2010 às 15:26
Está amoroso, Mafa. :3
Beijinhos
De Mafa a 30 de Dezembro de 2010 às 21:49
obrigado **

beijinhos
mafaa
De » Alexandra C. a 30 de Dezembro de 2010 às 17:05
gosto imenso ;D
De Mafa a 30 de Dezembro de 2010 às 22:14
ainda bem obrigado *
beijinhos ^^^
Mafa
De -emmeline a 30 de Dezembro de 2010 às 22:11
oh gostei muito do posto querida!
vou seguir-te ;)
xx
De Mafa a 30 de Dezembro de 2010 às 22:14
HOWW!!!
obrigadooo *** : D
BEIJINHOS
mafa
De -emmeline a 30 de Dezembro de 2010 às 22:17
de nada (:

Comentar post

Ich liebe...

Our love.
x x x
Welcome
Olá, bem-vinda ao meu blog. Espero que gostes. Aceito críticas construtivas. E até agradeço. Tem originalidade, peço-te para não copiares nada.